Retrospectiva 2011: relembre os fatos que viraram notícias em Patos de Minas

Conquistas. Tragédias. Mortes. Importantes prisões. Grandes Operações. Histórias engraçadas e inusitadas. Acompanhe os acontecimentos da cidade que ganharam destaque regional e nacional.

Roselly Gonçalves e Igor Nunes
02/01/2012 - 23h59

Retrospectiva 2011: relembre os fatos que viraram notícias em Patos de Minas

Patos de Minas protagonizou grandes acontecimentos em 2011. Notícias que colocaram a cidade nos principais meios de comunicação da região e até mesmo do país. Foram acontecimentos tristes, tragédias, grandes perdas, mas também histórias divertidas, emocionantes e inusitadas.
 

2011 foi o ano do esporte patense. Embora as duas equipe de futebol da cidade, Mamoré e URT, não tenham logrado grande êxito na disputa do Campeonato Mineiro Módulo II, o município ganhou destaque nacional ao promover e receber grandes competições esportivas. A Corrida do Milho, por exemplo, levou cerca de mil atletas às ruas de Patos de Minas e contou com a participação ilustre de Marizete Rezende, campeã duas vezes da Corrida Internacional de São Silvestre. Aliás, o primeiro lugar na competição patense foi dela. 

Corrida do Milho leva atletas profissionais, amadores e deficientes fisicos às ruas.


A cidade também foi o palco de uma das etapas do JIMI – Jogos do Interior de Minas Gerais e transformou-se durante quatro dias na “capital mineira do esporte”. Mas em meio à adrenalina e espírito esportivo, uma tragédia. Um jovem de 22 anos que disputava a modalidade de atletismo sofreu uma parada cardíaca durante a competição e faleceu depois de dar entrada no Hospital Regional.  
 

Se o futebol patense não repercutiu muitos sorrisos em 2011, a jogadora de futsal Vanessa Cristina Pereira, 23 anos, encheu Patos de Minas de orgulho. A atleta que começou a carreira nas quadras da Escola Municipal Adelaide Maciel foi eleita duas vezes a melhor jogadora de futsal do mundo. 

Orgulho também para a educação. A Escola Estadual Professor Modesto foi classificada, pela segunda vez na história, como uma das dez melhores estaduais de Minas Gerais. A diretora Ivanilda Lopes Soares, que está a dez anos no cargo, ressaltou o trabalho de equipe de todos os funcionários.


A Festa Nacional do Milho também foi marcada por novidades, alegrias e recordes de público. Em maio a festa na praça e em junho no parque de exposições. O evento foi escolhido pelo cantor Gustavo Lima para a gravação do primeiro DVD e divulgou o nome de Patos de Minas para toda a cidade. Além disso também tivemos a novidade do voto popular, que elegeu Larissa Caixeta como Rainha Nacional do Milho 2011. 


Mas entre tantos motivos para se orgulhar, ocorreram 28 que envergonham e causam medo e insegurança. Patos de Minas fecha o ano com 28 vítimas de morte violenta, sendo que grande parte delas, tinha menos de 30 anos de idade. Foi o caso de Iago Marques da Silva, 21 anos, que foi assassinado com quatro tiros no dia 16 de novembro, enquanto trabalhava no bairro Novo Horizonte. O crime foi cometido em plena luz do dia.


O assassinato da adolescente Maria Helena Priscila Fernandes, de 17 anos, também chocou a cidade e causou revolta e comoção em todo o país. A garota faleceu no dia 31 de maio, após ser espancada durante horas pelo namorado. Ela chegou a ser internada no Hospital Regional, onde passou por duas cirurgias, mas não resistiu aos graves ferimentos. O acusado, Márcio Silva Pereira (26), conhecido como “Zangão”, foi capturado e preso pela polícia militar três dias após o óbito da vítima.


Zangão é capturado pela Polícia Militar


Entre os outros 26 homicídios também estão mortes que chocaram a cidade, como Fernando Gaya, que morreu pouco depois de dar entrada ao hospital, vítima de bala perdia. Mortes também por motivos fúteis, como Guilherme Cristian, que estava numa festa e teria esbarrado com a motocicleta em um carro. Mesmo se comprometendo pagar todos os danos, o jovem foi executado a tiros pouco depois pelo proprietário do veículo.

Os latrocínios, que são roubos seguidos de morte, também estiveram presentes na lista de mortes violentas na cidade. Um comerciante foi morto ao reagir a um assalto em uma padaria. A vítima teria entrado em luta corporal após ver o assaltante apontar uma arma contra o filho dela. Até hoje ninguém foi preso. 

O segundo latrocínio aconteceu no dia 14 de dezembro quando quatro rapazes foram até uma fazenda para furtar. Ao encontrar o dono na porta, efetuaram dois disparos contra a vítima. O vaqueiro de 63 anos só foi encontrado no dia seguinte, já sem vida. Os suspeitos confessaram o crime e estão em liberdade. 
 



A Polícia Civil de Patos de Minas também realizou importantes apreensões e prisões. A Operação Apocalipse, executada no mês de setembro, resultou na apreensão de uma tonelada de maconha e 35 quilos de pasta base de cocaína e também tirou de circulação traficantes responsáveis pela comercialização de drogas em Minas Gerais e outros estados.


Delegado Márcio Siqueira ajuda a incinerar 1 tonelada de maconha apreendida na Operação Apocalipse.


Foi em 2011 também que a Polícia Civil realizou a primeira apreensão de oxi na cidade. A droga estava enterrada no quintal.

E os trabalhos do 10º departamento comandado por Márcio Siqueira não param por aí. Os investigadores prenderam um trio suspeito de assaltos a malotes de empresas da cidade. Dois deles foram presos no momento que perseguiam mais uma vítima para o roubo e o outro apareceu na porta da delegacia com um advogado.

Os roubos a caixas eletrônicos que tem tirado a tranquilidade de cidades da região, também foi alvo de glórias para as Polícias Civil e Militar. Uma operação conjunta entre as duas instituições acabou na prisão de dois homens no momento que preparavam para um roubo ao banco, situado na Rua Olegário Maciel.  

E não pense que a Polícia Militar não fez bonito somente em ações conjuntas. A ação rápida dos policiais terminou na elucidação de vários crimes, entre eles homicídios. O trabalho de prevenção também foi algo de orgulho na instituição. Ações com a comunidade como fez com que reduzisse os números de crimes em bairros afastados, como é o caso do Nossa Senhora Aparecida. O bairro teve a praça e casas no entorno do Cristavo pintadas, além de receber uma sessão de cinema e festas com barraquinhas no local.



O Rio Paranaíba e o Córrego do Monjolo também ganharam destaque no noticiário local. Em setembro, crianças encontraram o corpo de um homem de 75 anos boiando no rio. O senhor foi identificado como José Sebastião Rosa. Recentemente, no dia 17 de novembro, um pescador surpreendeu-se ao avistar o corpo de um rapaz de 26 anos. A vítima foi identificada como Cristiano Rosa Caixeta, conhecido por “Beiço”.


Os acidentes no Córrego do Monjolo felizmente,  não provocaram grandes danos humanos,   mas foram suficientes para chamar atenção do poder público municipal que anunciou em dezembro a pretensão de instalar “grard rail” ao longo da Avenida Fátima Porto. O último acidente no local aconteceu no dia 26 de dezembro, quando o motorista de um Fiat Uno perdeu o controle e caiu dentro da água. No veículo, estavam a esposa e três filhos do casal. O automóvel ficou bastante danificado. As passageiras sofreram ferimentos leves.



 


2011 também foi o ano das histórias intrigantes e inusitadas. O sumiço e o repentino reaparecimento de parte de um  tomógrafo do Hospital Regional Antônio Dias é exemplo disso. O quadro de energia do aparelho estava guardado na sala de Raios-X do hospital desde o dia 15  abril e no dia cinco de maio os técnicos que iriam instalar o equipamento notaram que a caixa onde estava o quadro de energia havia desaparecida. Um boletim de ocorrência foi registrado no dia 16 de maio e no dia 18, a peça simplesmente apareceu. A suspeita na época era que o autor do furto teria “devolvido” o equipamento.


 


No mês de agosto, a população patense ficou surpresa ao descobrir o que uma pessoa é capaz de fazer para fugir de um flagra amoroso. O fato aconteceu na Rua Aragão, bairro Jardim Andradas. De acordo com o relato do próprio homem, ele estava no apartamento com uma jovem de 17 anos, quando o companheiro da mesma chegou ao local. Assustado, ele decidiu fugir e pulou do 3º andar do prédio. O resultado: ele sofreu uma contusão no joelho, perna direita e quadril e ainda foi preso, porque durante a fuga ele danificou a cortina de um dos apartamentos e para não retornar ao edifício, solicitou a um menor que apanhasse a sua motocicleta que ficara para trás.


 


Também em agosto, outro triângulo amoroso repercutiu em prisão. Dessa vez, um homem de 30 anos foi preso após flagrar a companheira com outro. Revoltado, o marido traído ateou fogo no carro do suposto amante e agrediu a esposa. 


 


Mas a história não terminou por aí. No dia 26 de setembro o amante e atual namorado da mulher atentou contra a vida do ex-marido, disparando contra ele. O homem foi atingido no peito e socorrido ao hospital. O suspeito foi preso em flagrante.


 


A inauguração do Centro de Internação de Adolescentes Infratores também foi um marco em 2011. A instituição tem capacidade para 16 internos, já está lotada e registrou a primeira rebelião no dia quatro de novembro. Mas a instituição ainda desperta esperança no problema com os menores infratores da cidade.


 



 


O ano de 2011 também foi um ano de polêmicas. A chegada da UFU foi a principal delas. O terreno doado escolhido pela instituição pertencia ao cunhado da prefeita municipal Béia Savassi e foi alvo de uma ação civil pública do  Ministério Público Federal para que uma licitação fosse feita para a escolha. A ação surgiu resultado na primeira instancia, mas a liminar foi cassada pelo Tribunal Regional Federal.


 


Polêmica também na BR-365. O procurador da república, Onésio Amaral, pediu a justiça a interdição da rodovia, que possui mais de 120 quilômetros de estrada esburacada, mau sinalizada e sem acostamento. A justiça federal indeferiu interdição e a recuperação do trecho, que vai de Patos de Minas até o trevo com a BR-040, ficou para 2012.


 



E falando em trânsito, as ruas da cidade ficaram marcadas por sangue das vítimas de acidentes. Imprudência, desrespeito e alta velocidade fizeram famílias lamentarem as mortes de entes queridos. Nas rodovias, viagens que tiveram fins trágicos. Demora no socorro devido a má conservação das pistas e a distancia.


Obras acabadas e inacabadas que têm dado dor de cabeça a motoristas patenses. A Rua Major Gote, entre as praças Antônio Dias e Champangnat, é uma delas. A reforma que prometia melhoras no transito e na drenagem das águas pluviais já terminou, mas quatro meses depois já apresenta buracos e ondulações. Avenida Paracatu pode até ter ficado melhor, mas também já tem buracos. Melhor então não comentarmos da Avenida Fatima Porto então, onde as obras ainda não terminaram.


A esperança para melhorias no tráfego da cidade ficou para 2012, com a municipalização do transito e o conclusão do concurso de 30 novos agentes. O término das obras da Fátima Porto e o novo código de postura do município também prometem amenizar as dificuldades enfrentadas por motoristas, motociclistas, ciclistas e pedestres de Patos de Minas.

O meio ambiente também fez algumas surpresas e despertou entidades para defendê-lo. Duas arvores, sendo uma paineira na Avenida Paracatu e um pequizeiro no Bairro Laranjeiras foram motivos de protestos. A primeira perdeu, a outra venceu. Animais silvestres aparecendo dentro da cidade e ações do tempo também foram destaques.  



Mensagem equipe Patos Notícias

Na certeza que no próximo ano vamos continuar exercendo nosso ofício de forma séria, responsável e imparcial, a equipe do Patos Notícias cumprimenta e agradece aos leitores e parceiros do portal e deseja a todos um próspero e feliz 2012.


 

Fotos: Arquivo Patos Notícias