Conheça Werlley, um garoto patense portador de rara doença de pele

A doença provoca ressecamento e escamação da pele, mas o menino leva uma vida normal apesar dos sintomas.

Íris Mota
23/01/2013 - 23h59

Conheça Werlley, um garoto patense portador de rara doença de pele

 

Um adolescente patense é portador de Ictiose Lamelar Congênita. A rara doença é popularmente conhecida como a “doença do homem-peixe” e se caracteriza por causar o ressecamento e escamação da pele. A equipe de reportagem do PATOS NOTÍCIAS visitou a casa do garoto e conheceu um pouco da história dele. 
Werlley Rodrigues Silva tem 15 anos e mora com os pais e irmãos em Patos de Minas. Ele, que é apaixonado por futebol e fã do cantor Gusttavo Lima, leva uma vida normal. O garoto estuda e vive rodeado por amigos. Porém os sintomas da rara doença estão sempre presentes.
Silvana Rodrigues, mãe do garoto, conta que a doença se manifestou desde que ele nasceu. O adolescente tem sete irmãos, um deles é gêmeo do garoto, mas somente Werlley é portador da ictiose. Desde pequeno os pais levaram o menino a médicos, e assim que souberam do diagnóstico o tratamento foi iniciado. 
A escamação da pele pode ocorrer em diversas partes do corpo, sendo mais comum nas pernas. Mas no menino patense a doença se manifestou no corpo inteiro, inclusive na face. Silvana conta que quando o filho era menor ele se incomodava muito com a aparência e ficava constrangido ao ser cumprimentado. Hoje ele aceita bem a situação e tem uma vida igual à dos garotos da mesma idade. A mãe conta que ele apenas precisa evitar a exposição ao sol e à poeira, pois ambos aumentam o ressecamento da pele.
A doença não tem cura, porém pode ser tratada e dependendo do caso, a pele chega a ter um aspecto normal. O tratamento consiste em constante hidratação, além de remédios. Caso a pele não esteja hidratada podem aparecer fissuras, causando grande dor nos portadores da ictiose. Werlley tomou um medicamento durante anos para amenizar os sintomas, porém, o médico que o tratava suspendeu a medicação. Segundo a mãe do garoto, os remédios podem afetar o desenvolvimento da criança e até causar atrofia nos ossos.
Durante a conversa Werlley confessou três desejos. Um deles é conhecer o apresentador de televisão Gugu Liberato. Ele tem esperança de que o artista possa ajuda-lo a conseguir um tratamento melhor. Outro sonho do adolescente é assistir a um show do ídolo Gusttavo Lima. Ele já tirou fotos com o cantor, mas até hoje não teve a oportunidade de ir a um show. O garoto carismático também sonha se tornar jogador de futebol. Durante a entrevista ele jogou um pouco e garantiu à nossa equipe que sim, faz gols, e os faz muito bem.
Cláudio Rodrigues é pai de Werlley e tem esperança de que em algum lugar do Brasil ou do mundo tenha uma clínica especializada nesta doença. Ele acredita na possibilidade de conseguir ajuda para que o filho passe por um tratamento melhor. 
O cantor Gusttavo Lima soube da história do adolescente. Ele pediu as imagens feitas pela reportagem do PATOS NOTÍCIAS  para enviá-las aos produtores dos programas da Ana Hickman e do Gugu Liberato. 
 
Fotos: Eduardo Santoro