Defensor da advogada condenada a três anos de prestação de serviços convoca coletiva de imprensa

O advogado Wisley Cill-Farney Martins informou que recorrerá à decisão do juiz Tenório Silva Santos.

Caio Machado
06/04/2016 - 10h49

Defensor da advogada condenada a três anos de prestação de serviços convoca coletiva de imprensa

O advogado Wisley Cill-Farney Martins convocou uma coletiva de imprensa para discutir a respeito da advogada Rafaela Araújo Dias, condenada a prestar serviço comunitário por três anos pelo crime de exploração de prestígio na última segunda-feira (04/04).

Durante a coletiva de imprensa ocorrida na tarde desta terça-feira (05/04), o advogado Wisley Cill-Farney Martins informou que recorrerá à decisão do juiz Tenório Silva Santos. “Vamos interpor um recurso de apelação ao Tribunal de Justiça em Belo Horizonte, a fim de que essa decisão de primeira instância seja completamente revista em segunda instância”.

Wisley lamenta o posicionamento da comunidade jurídica a respeito do caso. “O princípio da presunção de inocência não foi revogado. Essas condutas vão contra a ética e revogam um princípio condicional. Se o estardalhaço tivesse de ser feito, deveria ser após o trânsito em julgado na sentença. Nós só temos uma sentença em primeiro grau, contra qual ainda cabem muitos recursos”.

Rafaela foi denunciada pelos crimes de tráfico de influência, estelionato, patrocínio infiel e exploração de prestígio, sendo absolvida das três primeiras acusações por falta de provas. Condenada, ela terá de prestar três anos de serviços à comunidade.