Dicas para não cair em uma “Black Fraude”

Na véspera de uma das maiores queimas de estoque em lojas online, o advogado Ícaro de Amorim Vieira aponta dicas importantes para evitar problemas e comprar com segurança.

Ícaro de Amorim Vieira
24/11/2016 - 16h38

Dicas para não cair em uma “Black Fraude”

Nesta sexta feira (25) inicia-se a Black Friday, um dia programado pelo comércio para oferecer descontos e promoções em diversos produtos e segmentos do mercado.

Criada pelos varejistas norte-americanos, a Black Friday inicia-se no dia posterior ao seu principal feriado nacional - o Dia de Ação de Graças - e tem como objetivo alavancar as vendas por meio de queimas de estoques.

Nesta oportunidade os americanos aproveitam os descontos oferecidos pelo comércio para antecipar suas compras de Natal - o que faz do evento um grande sucesso.

No Brasil o evento chegou em 2010 por meio de uma empresa especializada em descontos em compras pela internet e as ofertas eram feitas exclusivamente on-line.

Ao longo dos anos, a Black Friday sofreu modificações conforme a necessidade de nosso mercado interno e os descontos ultrapassaram as barreiras digitais, estendendo-se, também, às lojas físicas.

Mas atenção! É preciso tomar cuidado pois, muitos se aproveitam desta data para obter vantagem de consumidores desinformados.

A seguir, confiram algumas dicas para que suas compras não se tornem um grande problema:

 

  • Compra consciente:

Evite comprar compulsivamente, conheça o produto! É preciso que o consumidor saiba qual o preço médio praticado pelo mercado acerca do produto que intenta adquirir. Isto é de suma importância para evitar o famoso “compre pela metade do dobro” pois, algumas lojas aproveitam para aumentar os preços dos produtos dias antes do evento comercial e, durante a Black Friday, oferecem descontos que na realidade são os valores reais de mercado do produto.

 

  • Compare os preços:

Como dito anteriormente, o consumidor deve monitorar os preços dos produtos pretendidos para compra. Alguns sites de busca comparam os preços dos produtos vendidos pela rede e apontam as lojas on-line com o melhor preço de compra.

 

  • Lojas on-line:

Antes de adquirir um produto por lojas on-line, pesquise sobre a idoneidade destas. Confira se os websites possuem conexões seguras, protocolos e certificados de segurança necessários. Isto evita, por exemplo, que os dados de seu cartão bancário sejam extraviados e utilizados por terceiros para cometer fraudes.

Esteja atento às condições de compra do site tais como: parcelamentos, prazos de entrega, estoque e validade dos produtos.

Verifique a reputação das empresas que pretende comprar e identifique seus principais pontos positivos e negativos. Isto pode ser feito acessando sites como o www.reclameaqui.com.br.

 

  • Consulte se a loja aderiu ao “Black Friday Legal 2016”

Foi criado pela Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, há algum tempo, um selo de identificação conferido às empresas participantes e objetiva estabelecer normas de conduta e boas práticas nas promoções. Verifique se a loja pretendida faz parte desse rol acessando o site www.blackfridaylegal2016.com.br.

 

  • Direito à devolução:

O Código de Defesa do Consumidor garante o direito de arrependimento de compra e devolução do produto em até 07 dias corridos a contar da data de recebimento deste. ATENÇÃO: isto se aplica somente às compras realizadas fora dos estabelecimentos comerciais; ex: lojas on-line, compras realizadas por telefone e vendedores porta-à-porta.

 

Consumidor, aproveite os descontos e atente-se para não cair em uma “Black Fraude”. Boas compras!