Secretaria de Educação ofertará Regime de Estudo não Presencial para alunos da rede estadual de ensino

Iniciativa será realizada durante o período de suspensão das aulas devido à pandemia da Covid-19 e contará com Plano de Estudo Tutorado (PET) e Programa de TV realizado em parceria com a Rede Minas.

17/04/2020 - 09h29

Secretaria de Educação ofertará Regime de Estudo não Presencial para alunos da rede estadual de ensino Divulgação

A pandemia do Covid-19 e o cenário extraordinário de isolamento social trouxe para o mundo a necessidade de adotar medidas excepcionais e na Educação não é diferente. Tendo em mente a necessidade da continuidade aos estudos em tempos de crise e como forma de garantir que não haja interrupção total das atividades escolares, a Secretaria de Estado de Educação de Minas Gerais (SEE/MG) elaborou o Regime de Estudo não Presencial para alunos da rede estadual de ensino.

"Sabemos que nada substitui a relação presencial entre aluno e professor, mas no momento em que a gente vê que essa relação não pode ser de contato próximo, a SEE tem a responsabilidades de apresentar algo que tente minimizar os riscos tanto para a vida dos servidores e alunos, quanto para a aprendizagem”, afirmou a secretária de Estado de Educação, Julia Sant’Anna, durante reunião na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) realizada na última quarta-feira (15/4).

A iniciativa terá três frentes de atuação: Plano de Estudo Tutorado (PET), programa de TV “Se Liga na Educação” e um reforço na disseminação das informações no site e redes sociais da SEE. Todas as frentes foram pensadas de modo a garantir o máximo de inclusão e participação dos estudantes das escolas estaduais. As atividades serão realizadas a distância e as unidades escolares continuarão fechadas.

Iniciativas

O PET consiste em apostilas mensais de orientação de estudo e atividades por ano de escolaridade (1º ao 9º ano do ensino fundamental e 1º ao 3º ano do ensino médio). Os conteúdos foram baseados no Currículo Referência de Minas Gerais (CRMG) e na Base Nacional Comum Curricular (BNCC). A distribuição será prioritariamente por meios virtuais (site da SEE, e-mail e WhatsApp dos pais cadastrados nas escolas, entre outros) e terá início no dia 4 de maio.

Para aqueles alunos que não têm acesso à internet, as escolas e Superintendências Regionais de Ensino (SREs) identificarão a melhor forma de distribuição do material, sempre levando em consideração todas as orientações de prevenção ao Covid-19 determinadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

“A nossa principal preocupação é o acesso e como garantir o recebimento e utilização desse material pelos professores e alunos. Estamos bastante otimistas sobre as distintas estratégias de cobertura”, explicou Julia Sant’Anna.

Em parceria com a Rede Minas de Televisão será ofertado o “Se Liga na Educação”. O programa será transmitido de segunda a sexta-feira, sempre de 7h30 as 12h30. Nele, serão apresentados os conteúdos que, geralmente, os estudantes têm mais dificuldades. Além de debates específicos sobre o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Serão quatro horas de aulas gravadas (7h30 às 11h30), além de uma hora (11h30 às 12h30) ao vivo onde os estudantes poderão interagir, por meio das redes sociais, WhatsApp e telefone, com os professores no estúdio. A previsão é que o primeiro programa vá ao ar no dia 11 de maio.

O site e rede sociais da SEE também ganharão um reforço especial. Em um espaço dedicado apenas para a iniciativa, a comunidade escolar poderá acessar os PETs, além de perguntas e respostas que poderão ajudar a esclarecer dúvidas sobre o uso das ferramentas e materiais que serão disponibilizados para alunos, professores e diretores. Também será possível acessar toda programação do “Se Liga na Educação”.

A elaboração de todas ferramentas e conteúdos do Regime de Estudo não Presencial contou com a contribuição de diversas instituições e órgãos envolvidos na educação de Minas Gerais e com o apoio de professores das redes estadual e municipais, além de representantes indígenas e quilombolas e de parlamentares.

Para proporcionar o máximo de inclusão, todo o material foi adaptado para atender os alunos da rede que possuem alguma deficiência física. Eles terão acesso à teleaulas em Libras e os PETs serão disponibilizados também em Braile.

Acesso
Minas Gerais é um estado muito diverso e pensando nas diferenças regionais e sociais a Secretaria desenvolveu algumas estratégias que pretendem garantir o máximo de acesso dos alunos aos conteúdos do Regime de Estudos Não Presencial.

O programa de TV "Se liga na Educação" será transmitido em canal aberto e no canal da Educação no Youtube e na página da Rede Minas. Além disso, a Secretaria intensificou o fluxo de comunicação entre as Superintendências Regionais de Ensino (SREs ) e os diretores das escolas estaduais e orientou as regionais para que elas auxiliem na logística de entrega dos PETs sempre levando em consideração as medidas de segurança impostas pela Secretaria de Estado de Saúde.

Rede Minas
A Rede Minas é uma rede de televisão brasileira de cunho cultural e educativo. A emissora está no ar no canal 17 UHF ou 9.1 (HD) e 9.2 (SD); Net 20 e Net HD 520; Oi 09; One Seg (para celulares e portáteis) 9.3 e através do satélite Brasilsat C2 para a América Latina. O conteúdo também é disponível ao público pela Internet, por meio do site da emissora www.redeminas.tv e do aplicativo (redeminas.tv/aplicativoRedeMinas).

A Rede Minas está presente em 186 municípios, e a expectativa da SEE é que a programação chegue a cerca de 1 milhão alunos da rede. Além disso, segundo a Diretoria Técnica da emissora, existem hoje no Brasil cerca de 20.000.000 de antenas parabólicas que podem receber o sinal da Rede Minas via satélite.

 


  • Galeria
Fonte: ASCOM SEGOV