Secretária de Saúde de Lagoa Formosa reforça para população evitar aglomerações

Daiany Matos confirma 23 casos de COVID-19 na cidade, mas afirma que não é possível saber a origem da contaminação.

Igor Nunes
04/06/2020 - 12h39

Secretária de Saúde de Lagoa Formosa reforça para população evitar aglomerações

Existe um boato nas redes sociais de que várias pessoas, a maioria jovens de Lagoa Formosa que testaram positivo para COVID-19, teriam participado de festa e encontros nos dias anteriores. Nossa equipe entrou em contato com a Secretária Municipal de Saúde de Lagoa Formosa, Daiany Matos, que ressaltou o alerta às pessoas para evitarem aglomerações. Até o momento, nesta manhã de quinta-feira (04/06), foram confirmados 23 casos de COVID-19 em Lagoa Formosa.

Daiany disse que as pessoas estão procurando a secretaria por terem tido contato com pessoas infectadas em alguma aglomeração, dentre estas confraternizações entre amigos, jantares em casas, festas em chácaras e contatos em salão de beleza. “Não há como identificar onde começou a contaminação uma vez que a maioria dos pacientes estavam assintomáticos.”

Dos 23 casos confirmados até o momento, 12 são do sexo feminino e 11 do sexo masculino. A faixa etária dos infectados é a seguinte:
- 0 a 9 anos: 1 
- 10 a 29 anos: 10
- 30 a 49 anos: 10
- Acima de 50 anos: 2

Todos estão bem, e os que estão com sintomas, apresentam sintomas leves. A Secretaria Municipal de Saúde faz o monitoramento diário dos pacientes por meio de médicos e enfermeiros, além do atendimento psicológico semanal.

“A população está assustada... estão procurando os laboratórios particulares e realizando exames por conta própria. Pedimos a todos que nos informem em caso de resultado positivo. Reforço que não é momento de pânico e sim de cuidados redobrados”, frisou a secretária.

Daiany também reforça a todos e em especial aos jovens, a importância de evitar aglomerações, de fazer o uso de máscara e de higienizar as mãos.

Foto: Arquivo - Vanderlei Gontijo