Encontrado morto o motorista desaparecido

Familiares estavam incrédulos com o que aconteceu com Aparecido.

06/07/2010 - 13h03

Encontrado morto o motorista desaparecido

Na manhã desta terça-feira (06), o corpo de Aparecido Eli Rosa, de 37 anos, foi encontrado no Bairro Jardim Paulistano.

Ele estava desaparecido desde a madrugada de domingo (4), quando saiu de casa após receber um telefonema de uma pessoa que dizia ser um colega de trabalho e pedia por socorro.

O corpo foi encontrado pelos familiares na Rua Professor Aleixo Pereira, n° 418, em uma residência abandonada. A família recebeu a informação, de um funcionário de uma empresa próxima ao local, de que havia luzes acesas na casa. Os irmãos foram conferir, já que o celular da vítima fora encontrado nas imediações.

Segundo o Chefe de Departamento de Polícia, Dr. Márcio Siqueira, a vítima foi amarrada e torturada com choques, por mais de um autor. E, o crime aconteceu na manhã de ontem (05), numa execução previamente elaborada, com cinco tiros no tórax e um de misericórdia na cabeça.

A Polícia descarta a possibilidade de roubo, pois encontrou o carro da vítima intacto e a carteira com uma quantia considerável de dinheiro.

No local do crime foram encontradas as cordas usadas para amarrar Aparecido, os fios elétricos utilizados na aplicação de choques no corpo da vítima e ainda uma garrafa de Coca-cola contendo gasolina e fósforos, o que indica que os criminosos pretendiam queimar o corpo.

A Polícia Civil solicita a funcionários de postos de gasolina que tentem lembrar de pessoas que compraram o combustível e colocaram em uma garrafa de Coca-cola, entre os dias quatro e seis de julho.

As investigações estão sendo feitas em sigilo e o corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal para perícia.

De acordo com a polícia, eles obtiveram informações de que Aparecido, ao retornar das férias no trabalho, foi promovido. Este fato pode ter causado "ciúmes" nos demais colegas. Porém, tal informação será investigada.

Dr. Márcio encontrou nos fundos do lote da casa, um portão com acesso a um grande terreno baldio, que pode ter sido utilizado pelos assassinos para não serem notados por vizinhos do local.

Assista a matéria feita pela TV Paranaíba/Record
 

Bárbara Gonçalves (Fotos: Eduardo Santoro)