Êta, camiseta!

Não há quem resista: ela é básica, é chique, é sinal de que conforto e beleza são inseparáveis.

Nayara Martins
28/04/2011 - 22h56

Êta, camiseta!

Justinha, bem larga, colorida, estampada ou de uma cor só. Não importa. Lá está ela, eterna camiseta.

E, se você acha que ela serve apenas como pijama ou para ficar em casa. Engana-se.

O pretinho básico dessa semana mostra como fazer para arrasar, durante o dia ou a noite com aquela camisetinha que passa de esquecida à uma peça nada básica.

A dica é uma só: invente!

Aquela camisa da sua banda favorita que você nunca usa porque acha que vai ficar mais parecendo uma pseudo-rockeira-punk-que-bate-cabeça-desajeitada do que uma pessoa descolada com bom gosto musical, agora vai ser sua favorita. Como? O pretinho básico  ajuda.

Camiseta com manga dobrada + cinto metalizado + short larguinho e uncle boot = look descontraído e dá até pra cair na balada. – se quiser, acrescente um blazer, um chapéu ou ate mesmo aquele lenço todo trabalhado no paetê. Vai ficar um luxo. Outra dica é combinar com saia de cós alto.

E aquela outra camiseta que não é nem justa, nem larga e nunca se ajeita no corpo? Você só precisará de uma tesoura, um pedaço de tecido estampado colorido, alguns botões e um tantinho de coragem, que daí uma bata super linda de causar inveja, você terá. Faça um corte na parte de trás da camiseta – isso fará com que vire uma bata, bem soltinha. Customize com o tecido, se quiser faça pontos coloridos bem grandes e não se preocupe com o acabamento, é isso que vai dar o ar “customizada” à sua mais nova bata. Os botões fica a critério da sua criatividade, pode ser na manga, na frente, ou até mesmo completando o decote das costas que você acabou de fazer.

Agora imagine você, que foi dormir na casa do namorado, e não está nem um pouco a fim de sair na rua pela manhã com o brilho da noite anterior. Não desespere. Corre no armário do gato, pegue uma daquelas camisetinhas lisinhas gola V que todo mundo tem, vista com o decote ao contrário , e pronto, lá está você toda descolada, linda e pronta para não pagar o maior mico.

Outra opção é  para aquelas camisetas com modelagem mais comprida que você nem sabe porque é que tem uma no armário. Um decote aprofundado, uma costura na altura do quadril, e pronto! Um mini-vestido está formado. Mas use sempre com um shortinho por baixo para não ficar vulgar. Ok? E se não quiser cortar ou costurar, use com legging, sapatilhas e jaquetinha ou colete. Ideal pra passear durante o dia.

E não se esqueça das pólos, eternas, chiques e confortáveis.

Já as baby looks ganham cores fortes, e manguinhas de renda, laços nas estampas  e salto alto. Pode apostar.

Então corre pro armário, separa todas aquelas camisetas esquecidas, faça da tesoura sua melhor amiga, deixa a imaginação fluir e faz bonito. Afinal, de básico, o nosso pretinho só tem o nome. Certo?