Pele sintética, o desejo da temporada!

Pare seguir a moda não é necessário machucar nenhum bichinho. Aposte na pele sintética - proteja a natureza e economize!

22/07/2011 - 11h20

Pele sintética, o desejo da temporada!

Por séculos a fio, o status associado às peles foi alvo de cobiça coletiva. O anseio, porém, sempre foi reprimido por questões hierárquicas e, mais recentemente, ecológicas. De um ano para cá, um novo componente alterou a antiga equação. Com aspecto irrepreensível, a pele sintética saiu do limbo e passou a compor imagens tão poderosas quanto as originais em passarelas como Chanel e Fendi. Versões acessíveis chegaram ao mercado, tornando finalmente populares o glamour e a sofisticação de um bom casaco de pele.

Nos últimos cinco anos, as fábricas desenvolveram formas eficazes de tramar os pelos, deixando-os semelhantes aos de verdade. A aceitação vem aumentando a cada dia mais e hoje é um desejo de todas as mulheres. Antes a produção era de 100 mil metros por temporada, hoje ultrapassa 400 mil metros. Isso mostra a aceitação mundial. A peça que deixa qualquer mulher elegante e, pode compor um look do sensual ao clássico, hoje é uma grande tendência para o inverno. O item deixou de ser usado apenas em festas e ocasiões mais pomposas. Agora, compõe com muito bom gosto o look do dia a dia.

Há diferentes modelos, desde o casado mais clássico ao mais glamoroso como os de animal print. Mesmo com essa tendência, algumas mulheres ainda não se imaginam indo trabalhar ou ao shopping com a peça. Em algumas regiões do país o item é mesmo dispensável, devido ao clima tropical que permanece o ano inteiro. Mas nas regiões do sul ele entra na lista de desejos fashion.

Dica: É importante lembrar que para acompanhar as tendências não é necessário fazer mal a nenhum bichinho. Na hora de comprar o seu casaco ou qualquer outra peça de pele, adquira a pele sintética. É possível ficar linda, elegante e na moda com peles sintéticas. Assim você protege a natureza e economiza o seu dinheiro , pois a pele sintética é bem mais acessível.

 

Fernanda Neves. Fotos: Divulgação