As mini-saias não passam de moda

As peças mais curtas não passam de moda e são utilizadas até ao limite.

08/08/2011 - 09h27

As mini-saias não passam de moda

As mini saias são essa peça que por ser tão tipicamente feminina causam suspiros tanto nos homens como nas mulheres. Nos primeiros porque não conseguem resistir à tentação de olhar para a anatomia de uma mulher com pernas elegantes, e na segunda porque simplesmente as põe doidas pela elegância e versatilidade desse ícone de moda que nunca passa (nem passará) de moda.
 
Desde a sua criação por volta dos anos 70, a sua presença no mundo fashion tem sido uma constante. Para essa peça não há medidas, o limite é a imaginação da mulher e, obviamente, o seu pudor.
 
Não interessa que outra peça use, uma vez que elas podem-se adaptar com muita facilidade, a verdade é que brilhar numa mini-saia não é tarefa fácil, para além de que para não cair na vulgaridade é essencial ter alguns cuidados e não fugir a algumas regras indispensáveis.

Regras de ouro para usar mini-saia com muito estilo:
 
Existe uma linha muito ténue entre ser sexy (ou sensual) e vulgar. A mini-saia é uma peça que pode ser fatal para o visual de uma mulher se não for convenientemente combinada com outra peça, ou ainda se quem a veste não tem o corpo adequado.

É uma peça mais de verão do que de inverno, pese o facto de a mulher nunca ter que renunciar ao facto de a usar em qualquer época do ano: basta usar meias ou botas para resguardo do frio.
 
A regra número um é provavelmente a mais importante: nunca usar uma mini-saia com um top curto, a não ser que queira parecer uma coralista dos anos 80.

Já por outro lado os tops ou camisas largas sobre uma mini-saia ficam uma maravilha.
 
Os tacões e as mini-saias não são propriamente o par ideal para todas as mulheres. Apesar de vermos com alguma frequência celebridades e modelos com essa combinação, a verdade é que nem todas as mulheres têm uma figura perfeita. Por isso o ideal são os sapatos com um pouco de tacão e sandálias ou sapatilhas rasas.
 
Cuidado com o cumprimento da mini-saia e aqui joga um papel fundamental a silhueta de uma mulher. Se tem as pernas mais largas (ou grossas), o ideal é usar uma saia com cinco dedos acima do joelho, E se falamos de ocasião também temos que deixar um conselho: dependendo da hora e do local para onde vá, é decisivo o cumprimento da peça. As curtíssimas devem ser reservadas para a praia, por exemplo.

O regresso das “saias balão” em versão mini é uma belíssima escolha. Neste caso a mulher pode usar uma t-shirt ou uma camisa larga (mas sem ser passada). No entanto convém alertar que este tipo de peça aumenta o volume corporal, muita atenção ao usá-la.

De resto, é muito fácil brilhar e ficar sexy com uma mini-saia. O melhor juiz é quem a vai vestir. Por isso, guie-se pelos nossos conselhos e antes de sair de casa olhe-se ao espelho e… dê o seu veredicto.
 

Fernanda Neves Fotos: Divulgação.